NaoCategorizado

Meu orientador submeteu nosso projeto para participar do processo de seleção. O que preciso saber?

 

1. Quais são as etapas do processo de seleção?

a)  Primeiramente o projeto será avaliado pelo Departamento quanto à vinculação ao projeto institucional do orientador ou projeto de Mestrado/Doutorado; clareza da proposição do problema; justificativas e objetivos; caráter de desenvolvimento tecnológico e de inovação; viabilidade de sua execução no período de 12 meses e perfil e desempenho acadêmico do candidato a bolsista;

b)  Em seguida, a Divisão de Propriedade Intelectual realiza uma pré-análise no que tange aos requisitos exigidos para o projeto, o orientador e o bolsista, sempre de acordo com o Regulamento e Edital;

c)  O resultado da pré-análise é apresentado para deliberação dos membros do Comitê Institucional de Bolsas de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CIBITI) para, após a avaliação do projeto e a contagem da pontuação dos orientadores, deliberarem quanto à distribuição de bolsas;

d)  Será divulgado o resultado preliminar e após a análise de eventuais recursos, é publicado o edital com resultado final.


2. Como sei se meu projeto foi aprovado?

A divulgação do resultado preliminar do processo de seleção será por meio de Edital afixado no mural da PPG e também publicado no site do Núcleo de Inovação Tecnológica (www.nit.uem.br), conforme prazos estabelecidos no Edital do Processo de Seleção.  O resultado final do processo de seleção ficará condicionado à aprovação pelo Comitê Externo do CNPq e pela concessão da quota de bolsas do CNPq e FA à Instituição, e posteriormente será divulgado nos mesmos meios do resultado preliminar.


3. Meu projeto foi aprovado pelo departamento do meu orientador e pelo CIBITI, mas eu não ganhei bolsa. Por quê?

O fato de o projeto ter sido aprovado pelo departamento e pelo CIBITI não significa que o aluno será contemplado com a bolsa. A aprovação significa que o projeto está apto a receber uma bolsa. Como normalmente a demanda por bolsas é maior do que a oferta, nem todos os candidatos receberão. Assim, caso seja de interesse do orientador e do aluno, aqueles que não foram contemplados com a bolsa, mas tiveram o projeto aprovado, poderão desenvolver o projeto sem o benefício financeiro, como PIC.

 

4. Fui contemplado com uma bolsa. Posso recebê-la em qualquer banco?

Não. Caso seja contemplado com bolsa do CNPq, a mesma só será paga pelo Banco do Brasil. Caso seja contemplado com bolsa da Fundação Araucária ou da Instituição (UEM), a mesma só será paga pela Caixa Econômica Federal. Em qualquer um dos casos, a conta deve ser:

  • Individual (não pode ser conta conjunta);
  • corrente ou universitária (não pode ser conta poupança nem conta salário);
  • em seu nome (não pode ser em nome dos pais ou qualquer outro parente).

 

5. O que devo fazer para que minha bolsa seja efetivamente implementada?

Se você foi contemplado com a bolsa terá que ficar atento à caixa de entrada de seu e-mail, e também à caixa de SPAM.

As informações serão enviadas no endereço de e-mail que você cadastrou no SGP, o qual deve ser o mesmo constante em seu Currículo Lattes, para que você efetue o aceite do termo de compromissono SGP, o mais rápido possível,informando também seus dados bancários quando for solicitado.

Caso a sua bolsa seja do CNPq, é necessário efetuar o aceite do termo de compromisso e informar os dados bancários duas vezes, sendo uma no SGPe a outra no site do CNPq.


6. Posso acumular os pagamentos das bolsas? Por quanto tempo?

Isso não é possível. Não serão pagas bolsas acumuladas.


7. A bolsa poderá ser renovada?

Não. Caso deseje ser bolsista no ano seguinte, você deverá participar novamente do processo de seleção.

 

8. O aluno que já recebe bolsa PIIBITI poderá concorrer a novas bolsas no PIBITI no próximo edital de seleção?

Sim, porém é obrigatória sua inscrição no novo processo de seleção.

 

9. Qual é o valor da bolsa?

Independente da fonte pagadora, atualmente o valor da bolsa é R$ 400,00.

 

10. Qual o prazo para recebimento da bolsa?

O pagamento das bolsas é feito até o 10º dia útil do mês seguinte ao de referência. Por exemplo: se seu primeiro mês de participação no projeto foi agosto, receberá a primeira bolsa (referente a agosto) até o 10º dia útil de setembro.


11. Posso acumular bolsa do PIBITI e monitoria?

Não, porém em caso de monitoria voluntária o ideal seria conversar com seu orientador sobre essa possibilidade.

 

12. Como será controlada minha presença no PIBITI?

O controle de presença e carga horária é de responsabilidade do orientador.

 

13. Se eu não participar durante todo o período de vigência do PIBITI, terei direito ao certificado? Terei que apresentar o trabalho no EAITI?

Você terá direito ao certificado do período em que atuou no projeto. Alunos que foram substituídos não apresentarão os resultados do projeto no EAITI. Esta responsabilidade será do bolsista que terminar o projeto.

 

14. Onde acompanho o calendário de atividades?

Os prazos para apresentação de relatórios estão definidos no Regulamento do Programa. A apresentação dos resultados do projeto no EAITI ocorre geralmente no mês de novembro, após o término do projeto. Recomenda-se acessar o site do Núcleo de Inovação Tecnológica com frequência, bem como conversar com seu orientador.

 

15. Há um modelo para elaboração do relatório semestral, parcial e final?

Sim, o modelo (com orientações para elaboração) está disponível na página http://www.nit.uem.br/index.php/formulariospibiti.

 

16. Como faço para ter um comprovante que sou bolsista?

Você mesmo pode emitir uma declaração de participação por meio do SGP. Clique aqui mais informações.

 

17. Como solicito certificado de participação no PIBITI?

Os certificados são emitidos ao término do programa, após o orientador anexar no SGP o comprovante de apresentação no EAITI.

 

18. Posso interromper meu PIBITI durante a vigência de bolsa?

Sim. Caso isso ocorra, seu orientador deve cancelar sua participação e providenciar a substituição até o quinto dia útil para surtir efeito no mesmo mês. Essas substituições só poderão ocorrer até dois meses antes do término do projeto, e você terá de elaborar o relatório parcial das atividades realizadas no período em que participou do programa.

 

19. Caso eu saia para intercâmbio internacional, poderei manter a bolsa?

Não. Caso isso ocorra, seu orientador deve cancelar sua participação e providenciar a substituição até o quinto dia útil para surtir efeito no mesmo mês. Essas substituições só poderão ocorrer até dois meses antes do término do projeto, e você terá de elaborar o relatório parcial das atividades realizadas no período em que participou do programa.

 

20. Existe alguma premiação que posso com concorrer com meu trabalho?

Todo ano o CNPq promove o “Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica”. Fique atento às chamadas e ao seu e-mail, pois outras informações podem ser enviadas.

 

21. Posso apresentar o resultado final do meu PIBITI em qualquer evento para fins de conclusão do projeto?

Não. Somente será aceita a apresentação no EAITI (Encontro Anual de Iniciação Tecnológica e Inovação), o qual acontece todo ano em uma IES diferente do Paraná.

 

22. Quando ocorre o EAITI?

Geralmente no mês de novembro. Acesse o site do Núcleo de Inovação Tecnológica com frequência e fique atento aos seus e-mails.

 

23. Quem participa do EAITI?

Qualquer aluno pode participar, porém a participação é obrigatória para bolsistas PIBITI.


24. Não poderei participar do EAITI. O que devo fazer?

A participação no evento é obrigatória, estando dispensados somente os alunos que estiverem participando de programas de mobilidade estudantil no exterior. Neste caso a apresentação deverá acontecer no evento seguinte ao do seu retorno. A não apresentação dos resultados no EAITI pelo aluno acarreta inadimplência para ele e para seu orientador. Tais inadimplências impedirão ao aluno e ao seu orientador de participarem de outros processos de seleção de iniciação científica ou tecnológica.

 

25. Quando o EAITI não for realizado na UEM, a Instituição dará algum tipo de apoio?

Caso haja recurso disponível, a UEM bancará o transporte até a cidade de realização do evento, ficando a cargo do bolsista somente a hospedagem e a alimentação.

 

26. Como solicito certificado de apresentação no EAITI?

A emissão do certificado de apresentação é de responsabilidade da IES que estiver organizando o evento no ano que você apresentar. Consulte o site do evento ou algum membro da comissão organizadora.

 

27. Como solicito certificado das horas que cumpri no EAITI assistindo palestras e as apresentações nas salas?

A emissão do certificado de participação é de responsabilidade da IES que estiver organizando o evento no ano que você apresentar. Consulte o site do evento ou algum membro da comissão organizadora.

 

28. Fui substituído durante a vigência do PIBITI. Quem deve se inscrever e se apresentar no EAITI?

O aluno que terminar como bolsista no projeto

 

29. Como se inscrever para o EAITI?

A cada ano uma IES do Paraná é responsável pela realização do evento. As informações estarão disponíveis no site do evento, bem como poderão ser enviadas por e-mail.

 

30. Quais são os tipos de apresentação durante o EAITI?

São feitas apresentações na forma oral. Porém pode haver mudanças as quais serão comunicadas oportunamente.

 

31. Qual é a duração da apresentação?

Normalmente 15 minutos para cada bolsista (10 minutos para apresentação e 5 para perguntas e comentários). O tempo exato poderá variar e será determinado pelo coordenador de cada sessão. Porém pode haver mudanças as quais serão comunicadas oportunamente.

 

32. O resumo para os anais deve ter quantas páginas? Qual é o formato do resumo?

Essas questões serão definidas pela Comissão Organizadora do evento.

Sou professor da UEM e quero orientar um aluno no PIBITI. O que devo saber?


1. Qual a diferença entre PIBITI e PIBIC?

A dinâmica e procedimentos do PIBITI (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação) são exatamente iguais aos do PIBIC. A diferença está no conteúdo do projeto de pesquisa. Enquanto no PIBIC se busca gerar conhecimento novo a partir de descobertas, no PIBITI se utiliza desse conhecimento prévio de pesquisa para desenvolver (criar, inventar) um produto, processo ou serviço novo (ou melhorado) para o mercado.

O PIBITI tem por objetivo estimular os alunos do ensino superior nas atividades, metodologias, conhecimentos e práticas próprias ao desenvolvimento tecnológico e processos de inovação. Portanto, o conteúdo do PIBITI deverá envolver atividade de desenvolvimento voltada à produção de um novo produto, ao aprimoramento de um produto que já é comercializado, como também, à criação ou aprimoramento de um processo produtivo, como por exemplo, a realização de um mesmo processo utilizando-se de menos recursos, permitindo assim ganhos de eficiência em processos.

 

2. Qualquer professor pode ser orientador PIBITI? Quais são os requisitos?

Não, o professor deverá ser docente efetivo da UEM, possuir titulação de doutor e regime de trabalho não inferior a 40 horas. Além disso, deverá participar de projeto de pesquisa ou de extensão tecnológica institucional e de Grupo de Pesquisa cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq e localizado na UEM, possuir Currículo Lattes atualizado junto ao CNPq, não estar afastado para pós-graduação (Resolução nº. 191/2012-CAD) e nem inadimplente ou impedido de participar dos Programas Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, Iniciação Científica, Pesquisa Docente e Pós-Graduação.

 

3. Possuo todos os requisitos, porém estou aposentado. Posso ser orientador PIBITI?

Sim, desde que seja apresentado na submissão do projeto Termo de Adesão ao Serviço Voluntário contemplando o período de vigência do Programa.


4. Sou professor visitante na UEM, posso ser orientador PIBITI?

Sim, desde que comprove permanência na Instituição durante o período de vigência do Programa.

 

5. No edital é exigido que seja anexado no SGP os documentos de comprovação da produção científica e tecnológica do orientador, porém não há um campo específico para isso. Onde devo anexar?

Antes de submeter o formulário do projeto no SGP, os documentos referentes à comprovação da produção científica e tecnológica do orientador deverão ser inseridos no formulário, no item 4.9. Após a realização dessa etapa, o orientador anexará o projeto no sistema, no momento em que for solicitado.

 

6. O que é o SGP?

SGP é a abreviatura de “Sistema de Gestão de Projetos”. É o sistema onde todos os projetos institucionais da UEM estão cadastrados, sejam eles PIBITI, PIBIC, PIC ou projeto de pesquisa institucional. O mesmo pode ser acessado no link http://www.sgp.uem.br:8080/sgpex/

 

7. Devo anexar meu Currículo Lattes, bem como os documentos referentes a toda a minha produção científica e tecnológica?

Não, somente dos últimos 5 (cinco) anos.


8. Qualquer aluno pode ser indicado no PIBITI?

Poderá participar do PIBITI o aluno da UEM que estiver regulamente matriculado e cursando a graduação, desde que seja selecionado e indicado pelo orientador.

Além disso, para participar do PIBITI o acadêmico deverá possuir Currículo Lattes atualizado junto ao CNPq e não poderá possuir grau de parentesco até o terceiro grau com o orientador, estar inadimplente ou impedido de participar do PIBITI ou do PIBIC, ou possuir mais do que 3 (três) reprovações no ano letivo anterior.

 

9. Posso orientar um aluno para o qual nunca ministrei aulas ou de outro curso?
Sim, desde que ele cumpra com os requisitos mínimos exigidos para o bolsista.

 

10. O aluno pode ter alguma disciplina sendo cursada em regime de dependência?

É possível sim que alunos com dependência participem do PIBITI, desde que não exceda 3 (três) reprovações no ano letivo anterior, porém ressaltamos a importância do aluno ter boas notas e cumprir com suas atividades acadêmicas para ter um bom resultado na pesquisa. Cabe a você, orientador, a escolha do aluno.

 

11. Quem é o responsável pela submissão do projeto? O aluno ou o professor?

O professor é quem deve realizar a inscrição e a submissão do projeto pelo SGP.

 

12. Como faço para submeter meu projeto no processo de seleção do PIBITI?

No período estipulado em Edital, você deverá acessar o site do SGP e realizar os procedimentos solicitados. Recomendamos a leitura prévia do Edital e do Regulamento antes de iniciar o processo de submissão.

 

13. Preciso indicar o aluno no momento da submissão do projeto?

Sim.

 

14. O aluno que já foi inscrito no processo de seleção do PIBIC pode ser inscrito no processo de seleção do PIBITI no mesmo ano?

Não é possível inscrever o mesmo aluno em mais de um processo de seleção no mesmo ano. O próprio sistema bloqueia a segunda inscrição.

 

15. O aluno que já possui bolsa PIBIC ou PIBITI pode concorrer a bolsas no edital do PIBITI do ano seguinte? Por exemplo, o aluno é bolsista no ciclo 2015/2016 e deseja participar do processo de seleção do ciclo 2016/2017, é possível?

Sim.


16. Para auxiliar no desenvolvimento do projeto, posso incluir um coorientador? E um pós-graduando? Sim, porém o coorientador deverá atender aos mesmos requisitos que o orientador, e sua inclusão poderá ser realizada até os seis primeiros meses de desenvolvimento do projeto. Com relação ao pós-graduando não é permitido sua inclusão, seja como coorientador ou participante..

 

17. Professor que já possui bolsa PIBIC poderá concorrer a novas bolsas no PIBITI?

Sim. São cotas independentes.

 

18. Tenho limite de quantidade de projetos que posso submeter no PIBITI?
Sim, o sistema aceita somente duas submissões por processo de seleção.

 

19. Caso eu submeta dois projetos no processo de seleção, como devo informar qual deles terá a preferência para o recebimento da bolsa?

Ao submeter os projetos no SGP o professor deve indicar no respectivo campo aquele que terá a preferência para o recebimento da bolsa. Ressaltamos que mesmo que você submeta apenas um projeto, deve indicar que este é o que terá preferência para receber a bolsa.

 

20. Quantas bolsas têm para cada curso?

O PIBITI da UEM não tem números de bolsas estipuladas por curso ou área.

 

21. Qual a diferença entre as bolsas fornecidas pelo CNPq, Fundação Araucária e da UEM?

As bolsas do PIBITI são concedidas anualmente pelo CNPq e pela Fundação Araucária (FA) para algumas Instituições do País e do Paraná, no caso da FA. Em contrapartida, a UEM oferece um número de bolsas, provenientes de recursos internos. Assim, temos três fontes pagadoras do mesmo programa: bolsistas CNPq, UEM e Fundação Araucária. Não há nenhuma distinção entre os bolsistas, além da conta para depósito que dependendo da fonte pagadora deverá ser em um determinado banco ou em outro.

 

22. Posso vincular o projeto PIBITI a um projeto de Mestrado ou Doutorado?
Sim. O projeto de Mestrado ou Doutorado, desde que aprovado pelos respectivos programas de pós-graduação, é considerado perante o PIBITI da UEM equivalente a projeto de pesquisa ou de extensão tecnológica institucional, porém nesse caso, você deve, antes de anexar o formulário do projeto no SGP, inserir documento que comprove o desenvolvimento do projeto de Mestrado ou Doutorado, juntamente com os documentos referentes à comprovação da produção científica e tecnológica do orientador (item 4.9 do formulário). Recomendamos que ele seja o primeiro dos documentos.

 

23. Indiquei um aluno no processo de seleção, mas o mesmo desistiu de participar da pesquisa antes de seu início. Como faço para substituir esse aluno?

O orientador deverá enviar um e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. informando a necessidade de substituição e em seguida acessar o SGP e solicitar a troca do aluno, anexando o formulário de substituição disponível no site do NIT/UEM. Ressaltamos a obrigatoriedade de o novo aluno atender às exigências do regulamento.

 

24. Onde acompanho as normas que regem o PIBITI?

As normas se encontram em dois documentos complementares: o Regulamento e o Edital do Processo de Seleção. Ambos podem ser acessados na página do Núcleo de Inovação Tecnológica da UEM (http://www.nit.uem.br/index.php/pibiti), nos seus respectivos links, localizadas ao lado esquerdo da página.

Sou aluno da UEM e quero participar do PIBITI, o que devo saber?


1. Qual a diferença entre PIBITI e PIBIC?

A dinâmica e procedimentos do PIBITI (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação) são exatamente iguais aos do PIBIC. A diferença está no conteúdo do projeto de pesquisa. Enquanto no PIBIC se busca gerar conhecimento novo a partir de descobertas, no PIBITI se utiliza desse conhecimento prévio de pesquisa para desenvolver (criar, inventar) um produto, processo ou serviço novo (ou melhorado) para o mercado.

O PIBITI tem por objetivo estimular os alunos do ensino superior nas atividades, metodologias, conhecimentos e práticas próprias ao desenvolvimento tecnológico e processos de inovação. Portanto, o conteúdo doPIBITI deverá envolver atividade de desenvolvimento voltada à produção de um novo produto, ao aprimoramento de um produto que já é comercializado, como também, à criação ou aprimoramento de um processo produtivo, como por exemplo, a realização de um mesmo processo utilizando-se de menos recursos, permitindo assim ganhos de eficiência em processos.


2. Quem pode participar do PIBITI?

Poderá participar do PIBITI o aluno da UEM que estiver regulamente matriculado e cursando a graduação, desde que seja selecionado e indicado pelo orientador.

Além disso, para participar do PIBITI o acadêmico deverá possuir Currículo Lattes atualizado junto ao CNPq e não poderá possuir grau de parentesco até o terceiro grau com o orientador, estar inadimplente ou impedido de participar do PIBITI ou do PIBIC, ou possuir mais do que 3 (três) reprovações no ano letivo anterior.

 

3. Como faço para ter um Currículo Lattes?

Acesse o site da Plataforma Lattes (http://lattes.cnpq.br),clique em “Cadastrar novo currículo” e siga os procedimentos solicitados.

 

4. Posso ter alguma disciplina sendo cursada em regime de dependência?

É possível sim que alunos com dependência participem do PIBITI, desde que não exceda 3 (três) reprovações no ano letivo anterior, porém ressaltamos a importância do aluno ter boas notas e cumprir com suas atividades acadêmicas para ter um bom resultado na pesquisa. Cabe a você, orientador, a escolha do aluno.

 

5. Como faço para me inscrever no processo de seleção do PIBITI?

Para se inscrever no processo de seleção, o primeiro passo é procurar um professor da UEM que preencha os requisitos exigidos pelo regulamento e que possa orientá-lo. Após esse primeiro contato vocês irão elaborar um projeto de pesquisa a ser desenvolvido por você, sob a orientação do professor, e o mesmo submeterá, via SGP e nos prazos estabelecidos previamente em edital, sua inscrição no processo de seleção, para concorrer a uma bolsa PIBITI.


6. O que é o SGP?

SGP é a abreviatura de “Sistema de Gestão de Projetos”. É o sistema onde todos os projetos institucionais da UEM estão cadastrados, sejam eles PIBITI, PIBIC, PIC ou projeto de pesquisa institucional. O mesmo pode ser acessado no link http://www.sgp.uem.br:8080/sgpex/.

 

7. Como aluno, posso me inscrever diretamente?

Não é permitido que o aluno se inscreva diretamente no PIBITI, sendo a inscrição de incumbência do professor orientador.

 

8. Como faço para achar um orientador?

Você poderá pedir para o Coordenador do seu curso de graduação indicar alguns nomes de professores, ou falar diretamente com professores em sala de aula.

 

9. Qualquer professor pode ser orientador PIBITI? Quais são os requisitos?

Não, o professor deverá ser docente efetivo da UEM, possuir titulação de doutor e regime de trabalho não inferior à 40 horas. Além disso, deverá participar de projeto de pesquisa ou de extensão tecnológica institucional e de Grupo de Pesquisa cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq e localizado na UEM, possuir Currículo Lattes atualizado junto ao CNPq, não estar afastado para pós-graduação (Resolução nº. 191/2012-CAD) e nem inadimplente ou impedido de participar dos Programas Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, Iniciação Científica, Pesquisa Docente e Pós-Graduação.


10. Quero fazer uma pesquisa sobre um determinado tema, mas o edital diz que o projeto deve ser do professor. Como devo fazer?

O autor do projeto deverá ser o professor orientador. Procure um professor que atue na linha de pesquisa do tema de seu interesse, converse com ele sobre e analisem a possibilidade de ser realizado. Mas essa decisão compete somente ao professor orientador.

 

11. Como fico sabendo a linha de pesquisa de um determinado professor?

Acesse o site da Plataforma Lattes (http://lattes.cnpq.br/), clique em “Buscar currículo”, procure pelo nome do professor que deseja e no menu à direita clique em “Diretório de grupos de pesquisa” e veja em qual área o professor atua. Outra fonte de pesquisa é o site do departamento onde o professor está lotado. Você pode, ainda, conversar pessoalmente com ele.


12. Posso ter um orientador que nunca foi meu professor ou que esteja lotado em outro departamento diferente do meu curso?

Sim, desde que ele cumpra com os requisitos mínimos exigidos para o orientador.

 

13. Eu trabalho ou faço estágio remunerado. É possível participar do PIBITI?

O CNPq não permite que o bolsista tenha vínculo empregatício, faça estágio remunerado ou tenha qualquer outro tipo de remuneração.

 

14. Estou cursando o último ano da graduação e gostaria de participar do PIBITI. É possível?

Sim, porém o orientador deverá solicitar, formalmente à Divisão de Propriedade Intelectual (PTL), via SGP, sua substituição por outro acadêmico, com antecedência mínima de sessenta dias do término do seu vínculo com a Instituição.

 

15. Não quero receber bolsa, quero ser voluntário, como faço?

A UEM ainda não conta com um Programa de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação sem bolsa, nos moldes do PIC, para o caso do PIBIC. Dessa forma, se este for seu desejo, consulte o regulamento do PIC no site da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (www.ppg.uem.br).


16. Quantas bolsas têm para o meu curso?

O PIBITI da UEM não tem número de bolsas estipuladas por curso ou área.

 

17. Qual a diferença entre as bolsas fornecidas pelo CNPq, Fundação Araucária e da UEM?

As bolsas do PIBITI são concedidas anualmente pelo CNPq e pela Fundação Araucária (FA) para algumas Instituições do País e do Paraná, no caso da FA. Em contrapartida, a UEM oferece um número de bolsas, provenientes de recursos internos. Assim, temos três fontes pagadoras do mesmo programa: bolsistas CNPq, UEM e Fundação Araucária. Não há nenhuma distinção entre os bolsistas, além da conta para depósito que dependendo da fonte pagadora deverá ser em um determinado banco ou em outro.

 

18. Sou aluno estrangeiro. Posso me candidatar a uma bolsa?

Sim. Porém você deverá ter um número de CPF e cumprir com as demais exigências do regulamento.

 

19. A participação no PIBITI pode ser contabilizada como Atividade Acadêmica Complementar (AAC)? Quais os outros benefícios?

Sim, as horas dedicadas ao PIBITI poderão ser utilizadas como AAC. Para mais informações, procure o coordenador do seu curso. Além disso, os alunos participantes do programa têm direito ao certificado de participação e descontos no Instituto de Línguas da UEM (ILG). Para mais informações, acesse o site do ILG, disponível em http://www.ilg.uem.br.

 

20. Qual a vigência do PIBITI?

O Programa tem vigência de 12 meses, iniciando-se sempre no mês de agosto de um ano e se encerrando em julho do ano seguinte.

Alunos que ingressam no Programa no decorrer de sua vigência terão a mesma data de término daqueles que estão desde o começo. Por exemplo, se um aluno entrou em substituição a outro no mês de janeiro, ainda assim o encerramento do PIBITI será em julho, recebendo o certificado de participação referente ao período em que participou e ficando responsável pela apresentação no EAITI.

 

21.   Posso participar do processo de seleção do PIBITI e do PIBIC no mesmo ano?

Não. Só é possível um cadastro por CPF.

 

22. Onde acompanho as normas que regem o PIBITI?

As normas se encontram em dois documentos complementares: o Regulamento e o Edital do Processo de Seleção. Ambos podem ser acessados na página do Núcleo de Inovação Tecnológica da UEM (http://www.nit.uem.br/index.php/pibiti), nos seus respectivos links, localizadas do lado esquerdo da página.

Sou orientador e já submeti um PIBITI,o que preciso saber?

1. Quais são as etapas do processo de seleção?

a)  Primeiramente o projeto será avaliado pelo Departamento quanto à vinculação ao projeto institucional do orientador ou projeto de Mestrado/Doutorado; clareza da proposição do problema; justificativas e objetivos; caráter de desenvolvimento tecnológico e de inovação; viabilidade de sua execução no período de 12 meses e perfil e desempenho acadêmico do candidato a bolsista;

b)  Em seguida, a Divisão de Propriedade Intelectual realiza uma pré-análise no que tange aos requisitos exigidos para o projeto, o orientador e o bolsista, sempre de acordo com o Regulamento e Edital;

c)  O resultado da pré-análise é apresentado para deliberação dos membros do CIBITI para, após a avaliação do projeto e a contagem da pontuação dos orientadores, deliberarem quanto à distribuição de bolsas;

d)  Será divulgado o resultado preliminar e, após a análise de eventuais recursos, é publicado o edital com resultado final.

 

2. O que é CIBITI?

CIBITI é a abreviação de Comitê Institucional de Bolsas de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação. Ao CIBITI compete, entre outros, definir critérios para o processo de seleção do Programa; analisar as solicitações de bolsas; aprovar os relatórios semestral e final; proceder todos os encaminhamentos necessários para o bom andamento do Programa.

 

3. Como sei se meu projeto foi aprovado?

A divulgação do resultado preliminar do processo de seleção será por meio de Edital afixado no mural da PPG e também publicado no site do Núcleo de Inovação Tecnológica (www.nit.uem.br), conforme prazos estabelecidos no Edital do Processo de Seleção.  O resultado final do processo de seleção ficará condicionado à aprovação pelo Comitê Externo do CNPq e pela concessão da quota de bolsas do CNPq e FA à Instituição, e posteriormente será divulgado nos mesmos meios do resultado preliminar.

 

4. O projeto foi aprovado pelo departamento e pelo CIBITI, mas o aluno não foi contemplado com a bolsa. Por quê?

O fato de o projeto ter sido aprovado pelo departamento e pelo CIBITI não significa que o aluno será contemplado com a bolsa. A aprovação significa que o projeto está apto a receber uma bolsa. Como normalmente a demanda por bolsas é maior do que a oferta, nem todos os candidatos receberão. Assim, caso seja de interesse do orientador e do aluno, aqueles que não foram contemplados com a bolsa, mas tiveram o projeto aprovado, poderão desenvolver o projeto sem o benefício financeiro, como PIC.

 

5. O aluno pode interromper o PIBITI durante a vigência de bolsa? O que devo fazer?

Sim. Neste caso, substitua-o imediatamente. Ressaltamos a obrigatoriedade de o novo aluno atender às exigências do regulamento.

 

6. O aluno não aparece nas orientações, o que devo fazer?

Sugerimos que se converse com o bolsista visando sanar esse problema. Não havendo solução, substitua-o imediatamente.

 

7. Quero ou preciso substituir meu aluno, como devo proceder?

Primeiramente, o orientador deverá encontrar um novo aluno para desenvolver a pesquisa para então substituir o bolsista atual do projeto.

Em seguida deverá solicitar a substituição via SGP, anexando no sistema o formulário específico intitulado “Alterações de Equipe”, que deverá ser preenchido com a justificativa e os dados dos alunos envolvidos.

Essa substituição só poderá ocorrer até dois meses antes do término do projeto, e deverá ser elaborado o relatório parcial das atividades realizadas no período em que o aluno participou do programa.

Após concluir o processo, o orientador deverá enviar e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. informando que a solicitação de substituição foi enviada via SGP.

O formulário de substituição e o modelo de relatório parcial se encontram disponíveis na página http://www.nit.uem.br/index.php/formulariospibiti.

 

8. Qual é prazo para inclusão de um novo bolsista para que ele entre na folha de pagamento?

A substituição, para surtir efeito dentro do mesmo mês, deverá ocorrer até o quinto dia útil e só poderá ocorrer até dois meses antes do término do projeto.

Por exemplo, para que um novo bolsista que iniciou as atividades no projeto em março receba a bolsa no início do mês de abril (referente a março), o professor precisa solicitar a substituição no SGP até o quinto dia útil de março.

 

9. O orientador pode interromper o PIBITI durante a vigência do projeto?

Em caso de período de impedimento superior a 90 dias a bolsa retornará à UEM e será repassada ao primeiro suplente, de acordo com Processo de Seleção do PIBITI, visto que é vedado repassar a orientação do bolsista, a outro orientador.

 

10. Há um modelo para elaboração do relatório semestral, parcial e final?

Sim, o modelo (com orientações para elaboração) está disponível na página http://www.nit.uem.br/index.php/formulariospibiti.

 

11. Como faço para ter um comprovante que sou orientador?

Você mesmo pode emitir uma declaração de participação por meio do SGP. Clique aqui mais informações.

 

12. Onde acompanho as normas que regem a participação no PIBITI?

As normas se encontram em dois documentos complementares: o Regulamento e o Edital do Processo de Seleção. Ambos podem ser acessados na página do Núcleo de Inovação Tecnológica da UEM (http://www.nit.uem.br/index.php/pibiti),nos seus respectivos links, localizadas do lado esquerdo da página.

EAITI - Encontro Anual de Iniciação Tecnológica e Inovação

 

O Encontro Anual de Iniciação Tecnológica e Inovação (EAITI) tem por objetivo divulgar os trabalhos tecnológicos desenvolvidos pelos discentes participantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – PIBITI, das Instituições de Ensino Superior do Paraná e promover o diálogo entre os pesquisadores.

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – PIBITI, além de estimular estudantes do Ensino Superior ao desenvolvimento e transferência de novas tecnologias, visa:

I. Contribuir para a formação e o engajamento de recursos humanos em atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, que se dedicarão ao fortalecimento da capacidade inovadora das empresas no País, sob orientação de docentes qualificados;

II. incentivar e aprimorar a política institucional de iniciação em atividades de desenvolvimento tecnológico e inovação;

III. possibilitar maior interação entre atividades de desenvolvimento tecnológico e inovação desenvolvidas na graduação e na pós-graduação;

IV. estimular docentes produtivos a envolverem estudantes do ensino superior em atividades de desenvolvimento tecnológico e inovação;

V. proporcionar ao bolsista, orientado por docente qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa tecnológica, bem como estimular o desenvolvimento do pensar tecnológico e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa.

 

Devido ao perfil diferenciado dos Projetos de Iniciação Tecnológica e Inovação, em relação aos Projetos de Iniciação Científica, tornou-se necessária a organização de um evento paralelo ao Encontro Anual de Iniciação Científica - EAIC que contemplasse tais projetos. Foi idealizado, então, o evento denominado Encontro Anual de Iniciação Tecnológica e Inovação – EAITI.

O evento é fruto do esforço conjunto da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Universidade Estadual de Londrina (UEL), Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) e Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP).

 

Histórico de realização do EAITI

 

2022 - XII EAITI - UEPG - 07 e 08 de dezembro (evento presencial)

Informações: em breve

 

2021 - XI EAITI - UEL - 02 e 03 de dezembro (evento remoto)

Informações: Site do evento

 

2020 - X EAITI - Uenp - 08 e 09 de dezembro (evento remoto)

Informações: Site do evento

 

2019 - IX EAITI - Unicentro - Guarapuava - PR - 07 e 08 de novembro

Informações: Site do evento

 

2018 - VIII EAITI - UEM - Maringá - PR - 13 e 14 de setembro

Informações: Site do evento

 

2017 - VII EAITI - UEPG - Ponta Grossa - PR - 09 e 10 de novembro

Informações: Site do evento

 

2016 - VI EAITI - UEL - Londrina - PR - 24 e 25 de outubro

Informações: Site do evento

 

2015 - V EAITI - UENP - Bandeirantes - PR - 05 e 06 de novembro

Informações: Site do evento

 

2014 - IV EAITI - (Junto ao XXIII EAIC) - Unicentro - Guarapuava - PR - 30 e 31 de outubro 

Informações: Site do evento

 

2013 - III EAITI (Junto ao XXII EAIC) - Unioeste - Foz do Iguaçu - PR - 06, 07 e 08 de novembro 

Informações: Site do evento

 

2012 - II EAITI (Junto ao XXI EAIC) - UEM - Maringá - PR - 09, 10 e 11 de outubro 

Informações: Site do evento

 

2011 - I EAITI (Junto ao XX EAIC) - UEPG - Ponta Grossa - PR - 20, 21 e 22 de outubro 

Informações: Site do evento

 

Joomla templates by Joomlashine